Última hora
This content is not available in your region

Hotéis de Madrid reinventam-se face à pandemia

euronews_icons_loading
Hotéis de Madrid reinventam-se face à pandemia
Direitos de autor  Euronews
Tamanho do texto Aa Aa

A capital espanhola vive este ano a quadra natalícia praticamente sem turistas. Os hotéis de Madrid vêem-se assim obrigados a reinventar a oferta para sobreviver em tempos de pandemia.

O Hat Hostel, em pleno centro, estaria normalmente cheio de clientes, à procura da verdadeira experiência madrilena. Agora, está transformado num espaço de "coworking" e coabitação, com outro tipo de clientela.

Alfonso López Roldán, diretor do Hat Hostel:"Penso que é muito importante construir uma sensação de comunidade, ter companhia em momentos difíceis. Um hostel tem as vantagens de uma casa, mas sem todos os inconvenientes de um apartamento convencional. Não é pedida uma caução ou contrato, nem são cobrados seis meses adiantados."

José é um estudante mexicano, que veio para Madrid realizar um Master e é um dos 20 hóspedes de longa duração do hostel.

José Ignacio Celorio, estudante:"Para mim é ótimo ter a liberdade de ficar ou sair quando quiser. Decidir quanto tempo quero ficar, se fico um ano inteiro ou apenas seis meses."

Vários hotéis abriram os restaurantes antes reservados aos hóspedes ao público em geral e ofecerem serviços alternativos, transformando nomeadamente quartos em espaços de trabalho ou reuniões.

Lydia Pérez, diretora de marketing dos hotéis CoolRooms:"Mudámos o nosso público alvo. De clientes que vinham dos mercados norte-americano, britânico ou francês, passámos rapidamente para uma clientela espanhola e, agora, a maioria é mesmo de Madrid."

Jaime Velásquez, euronews:"Os hotéis espanhóis estão a realizar ofertas bastante competitivas, para manter a atividade, mas com as restrições de movimento em vigor, são os clientes locais os que estão a aproveitar para se oferecer um capricho em quartos luxuosos, como este, com grandes descontos, aproveitando ao mesmo tempo para ser turistas, na sua própria cidade."

A Espanha assistiu a uma queda de 80 por cento no número de visitantes estrangeiros devido à pandemia de coronavírus e a indústria do turismo acusou perdas de 140 mil milhões de euros.

Mas pelo menos os madrilenos podem disfrutar este Natal da sua cidade, sem as habituais multidões de turistas.