Última hora
This content is not available in your region

O diário do Brexit por Michel Barnier

De  Euronews
euronews_icons_loading
O diário do Brexit por Michel Barnier
Direitos de autor  Euronews
Tamanho do texto Aa Aa

Seis meses após o fim do seu mandato, enquanto negociador chefe da União Europeia para o Brexit, Michel Barnier publica um diário que escreveu durante os 1600 dias de negociações entre os 27 e o Reino Unido.

O documento relata os momentos altos e baixos. Denunciam-se as mentiras ditas pelos defensores da saída do Reino Unido do bloco forte europeu. Fala-se de Boris Johnson, mas também da sua antecessora.

Em entrevista à euronews Barnier desvelou um pouco o véu:

"Prefiro dizer que guardo respeito por Olly Robbins, que foi o conselheiro europeu da Sra. May, tenho muito respeito por Theresa May que foi corajosa, tenaz. Prefiro ficar por aí em relação aos retratos que desenho, talvez isso dê oportunidade a que se leia o livro".

Os efeitos do Brexit começam, lentamente, a fazer-se sentir com as fricções a continuarem, sobre questões como as pescas, por exemplo. O antigo Comissário refere as possíveis tentações de Londres, de se deixar envolver pelo "dumping" fiscal, social ou ambiental para conseguir competir com o Velho Continente, mas mantendo a confiança:

"Estou confiante de que este grande país respeitará o acordado, mesmo se há intenções que dificilmente compreendo. Colocando as coisas em perspetiva, o mais importante para os britânicos é manter uma boa relação com um grande vizinho, um mercado de 450 milhões de consumidores. Seria grave para a relação de confiança de que necessitamos questionarem aquilo que assinaram".

Em relação ao seu futuro é prudente e uma candidatura às Presidenciais francesas, agendadas para abril de 2022, é uma incógnita. A entrevista a Michel Barnier pode ser vista na euronews, ou lida em pt.euronews.com, a partir desta segunda-feira à noite.