Última hora
This content is not available in your region

Rússia diz estar pronta para aumentar exportações de gás

Access to the comments Comentários
De  euronews
euronews_icons_loading
Rússia diz estar pronta para aumentar exportações de gás
Direitos de autor  Diritti d'autore REUTERS/Evgenia Novozhenina/Pool
Tamanho do texto Aa Aa

O presidente Vladimir Putin diz que a Rússia está pronta para aumentar as exportações de gás, numa altura em que alguns na Europa acusam Moscovo de não querer aumentar intencionalmente o abastecimento numa altura em que o Velho Continente enfrenta uma crise de gás.

“Se eles nos pedirem para aumentar, estamos prontos para fazê-lo. Estamos a aumentar tanto quanto os nossos parceiros nos estão a pedir”, afirmou o presidente russo, Vladimir Putin,

A Gazprom está atualmente a cumprir as suas obrigações de abastecimento no âmbito de contratos de longo prazo com a Europa, mas o grupo resistiu inicialmente aos pedidos europeus para aumentar as entregas de gás através de vendas em dinheiro.

Alexey Novak, vice-primeiro-ministro da Rússia, aponta o dedo: “Por que aconteceu esta crise, que agora estamos a ver nos preços e na falta de fontes de energia não só na Europa, mas também na Ásia? Em primeiro lugar, aconteceu devido a uma abordagem desequilibrada do planeamento do futuro, à pressão para rejeitar fontes de energia tradicionais, o que faz com que em situações em que não há vento ou dias ensolarados como aconteceu este ano, haja um desequilíbrio entre a oferta e o consumo. Além disso, os contratos de longo prazo para o abastecimento de fontes de energia tradicionais não foram assinados".

Num fórum de energia em Moscovo, Putin, anunciou que a Rússia, um dos maiores poluidores do mundo, quer atingir a neutralidade de carbono até 2060, uma estratégia mais ambiciosa do que a fixada até agora.