Flores do deserto de Atacama em perigo com alterações climáticas

Flores do deserto de Atacama em perigo com alterações climáticas
Direitos de autor AFP
De  euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Por esta altura, zona fica coberta de um manto lilás, fenómeno que os cientistas temem que desapareça

PUBLICIDADE

É um dos desertos mais secos do mundo e está, por esta altura, cheio de flores lilás. O deserto de Atacama, na região norte do Chile, vai até à fronteira com o Peru. Durante a primavera e as primeiras chuvas vê florescer milhares de flores, uma paisagem que chama curiosos de todo lado.

Mas os cientistas que conhecem bem o terreno dizem que este fenómeno, conhecido como flôr do deserto" já teve melhores dias e que as alterações climáticas põe em risco o comportamento destas flores.

Andrea Loaiza, Bióloga do Instituto Chileno de Ecologia e Biodiversidade, fala de "ecossistemas frágeis", que, "com menos ou mais chuva" sofrem facilmente um desequilíbrio .

Para estas plantas, diz a investigadora, "é preciso o clima perfeito". De outra forma não se desenvolvem.

Estas flores do deserto servem também como amostra do que se passa na agricultura circundante.

Andrés Zurita, cientista no Instituto Chileno de Investigação Agropecuária, diz que para haver uma adaptação de a um cenário de crise climática, "precisamos de entender também estes processos naturais" das flores do deserto. Zurita chama ao manto lilás "um laboratório natural". 

Um laboratório natural que serve para compreender os passos do futuro. Um ecossistema complexo que as mudanças climáticas também não poupam.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Crateras gigantes na Sibéria são espelho de alterações climáticas

A "morte" do Mar Morto

Mangold e Zaeh vencem Atacama Crossing