"Breves de Bruxelas": eleições europeias, clima e Polónia

"Breves de Bruxelas": eleições europeias, clima e Polónia
Direitos de autor 
De  Isabel Marques da Silva
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

"Breves de Bruxelas": eleições europeias, clima e Polónia

PUBLICIDADE

O aumento das intenções de voto nos partidos mais extremistas e eurocéticos foi confirmado pela primeira sondagem publicada pelo Parlamento Europeu sobre as eleições de 26 de maio.

Todos os 28 países foram alvo do questionário e entre os partidos que vão subir estão o Liga e Movimento 5 estrelas em Itália, o Reagrupamento Nacional em França, o Fidez na Hungria e o AfD na Alemanha.

Este é o tema de abertura do programa "Breves de Bruxelas", que passa em revista a atualidade europeia diária. Em destaque estão, também, as seguintes notícias:

  • As alterações climáticas são "uma ameaça direta e existencial", que não poupará nenhum país. Esta declaração está num texto assinado po todos os países da União Europeia, numa reunião dos chefes da diplomacia, segunda-feira, em Bruxelas. A posição europeia é vista como crucial para a cimeira da ONU, em setembro, para aumentar a ação política contra o aquecimento global.
  • A Polónia decidiu não participar na cimeira entre Israel e o grupo de Visegrado, que agrega quatro países do leste europeu (também República Checa, Eslováquia e Hungria). O governo de Varsóvia considerou racistas as declarações do chefe da diplomacia de Israel, que afirmou que muitos polacos coaboraram com o regime nazi, responsável pela morte de seis milhões de judeus no Holocausto.
Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Polónia anula presença em cimeira com Israel

Sondagem indica aumento de vaga eurocética no PE

Líderes da UE sob pressão de Zelenskyy para reforçar as defesas aéreas da Ucrânia