Última hora
This content is not available in your region

Movimento "Occupy Davos" toma posições

Movimento "Occupy Davos" toma posições
Tamanho do texto Aa Aa

As temperaturas geladas não chegam para deter estes manifestantes do movimento “Occupy”.

Davos está perto e o “Camp Igloo” começa a animar-se. Este campo é mais uma peça de um movimento que está a alastrar.

Protestam contra o que chamam a natureza elitista e pouco democrática do Fórum Económico Mundial. Dizem que há uma pequena minoria que toma decisões por todos os outros.

“O nosso protesto é uma mensagem às pessoas em todo o mundo e também aos outros movimentos “Occupy”. Vamos continuar a nossa batalha, mesmo se as condições são duras”, diz David Roth, organizador do campo.

Este acampamento é legal, foi autorizado pela Câmara Municipal de Davos e está instalado num parque de estacionamento fora do perímetro de segurança do Fórum.

Há gente de todas as idades e vinda de sítios diferentes: “Tive de vender alguns objetos pessoais para comprar o bilhete. Vim de bicicleta, autocarro, elétrico, comboio, autocarro outra vez e vim o resto a pé”, explica Ursula Frick-Koch, de 55 anos.

As temperaturas são negativas e muito baixas, mas os “igloos” são aquecidos e confortáveis. Mesmo assim, dormir num chão gelado significa que muitos não ficam mais que uma noite ou duas.