A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Massacre de Utoya foi há dois anos

Massacre de Utoya foi há dois anos
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Dois anos depois do massacre de Utoya, a euronews visitou a ilha norueguesa de Utoya e falou com sobreviventes e outros protagonistas.

Muitos queixam-se do Estado que faltou, com as ajudas prometidas.

Mas vimos como as ideias extremistas, tanto da direita, como do islamismo, penetram na sociedade norueguesa, sobretudo, através da internet. Foi também online que Anders Behring Breivik, o assassino, estruturou a sua personalidade radical de extrema-direita.