Reino Unido: UKIP "rouba" votos aos conservadores e aos trabalhistas

Reino Unido: UKIP "rouba" votos aos conservadores e aos trabalhistas
De  Fernando Peneda com REUTERS
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

Nigel Farage, líder do partido eurocético UKIP, foi saudado com entusiasmo durante o congresso do partido a decorrer em Margate. O UKIP surge como

PUBLICIDADE

Nigel Farage, líder do partido eurocético UKIP, foi saudado com entusiasmo durante o congresso do partido a decorrer em Margate.

O UKIP surge como uma nova força na política britânica que incomoda e retira votos aos dois maiores partidos do país – o Partido Conservador, do primeiro-ministro David Cameron, e o Partido Trabalhista, na oposição.

“Só com o divórcio da União Europeia e a recuperação do controlo das nossas fronteiras podemos dar ao povo britânico o que maioritariamente ele quer e apoia. Vamos lutar para que este país tenha, como a Austrália, um sistema de pontos para decidir quem pode vir e ficar no nosso país”, afirmou Farage.

Com as eleições parlamentares a aproximarem-se, as mais recentes sondagens apontam para uma disputa cerrada entre os conservadores e os trabalhistas, com respetivamente 33% e 34% das intenções de voto e o UKIP a permanecer no terceiro lugar com 14%.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Velha guarda do rock em peso na abertura da Gibson Garage

Notas com cara de Carlos III entram em circulação em junho

As Falklands pertencem ao Reino Unido? Nova sondagem revela que nem toda a gente na Europa está de acordo