Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Chefe da polícia da Chechénia comete alegada bigamia agravada com menor

Chefe da polícia da Chechénia comete alegada bigamia agravada com menor
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

O chefe da polícia do distrito de Nozhai-Yurt foi alegadamente autorizado pelo presidente da República da Chechénia, parte integrante da Federação Russa, a casar com uma segunda mulher, sendo no caso uma menor de idade. As duas situações não são permitidas pela lei russa, salvo a segunda em situações excecionais.

O casamento de Nazhuda Guchigova, de 46 anos, com Louise Goylabievoy, de 17, foi autorizado, ainda assim, por Ramzan Kadyrov, um conhecido aliado do Presidente russo Vladimir Putin e mereceu festa de arromba no sábado num palácio de Grozny, inclusive com cobertura por uma televisão local e com título de “casamento do século.”.

De acordo com o jornal britânico Times, citando uma jornalista local, a noiva terá sido forçada a casar e a respetiva família coagida a autorizar publicamente o enlace. Yelena Milashina publicou a história na Nova Gazeta e, de acordo com alguns relatos, teve de fugir da Chechéncia.

Ramzan Kadyrov, por seu lado, negou que o casamento de Nazhuda Guchigova e Louise Goylabievoy tenha sido imposto à adolescente, garantindo que a família da rapariga teria dado total apoio ao matrimónio. Através do Instagram, o líder do governo da Chechénia terá desejado felicidade e prosperidade aos recém-casados.