Sudão do Sul: presidente rejeita acordo de paz com os rebeldes

Sudão do Sul: presidente rejeita acordo de paz com os rebeldes
De  Nelson Pereira
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O presidente do Sudão do Sul, Salva Kiir, recusou esta segunda-feira assinar em Adis Abeba o acordo de paz com os rebeldes, tendo pedido um adiamento

PUBLICIDADE

O presidente do Sudão do Sul, Salva Kiir, recusou esta segunda-feira assinar em Adis Abeba o acordo de paz com os rebeldes, tendo pedido um adiamento de duas semanas para consultas.

Isto, apesar de um ultimato da comunidade internacional, que prometeu impor sanções contra o país, caso o documento seja rejeitado.

O acordo foi já assinado por Pagan Amum, o líder do partido no poder e pelo chefe dos rebeldes, o antigo vice-presidente Riek Machar.

A Autoridade Intergovernamental para o Desenvolvimento (em inglês Intergovernmental Authority on Development – IGAD), conselho de segurança formado por sete países do leste de África, tinha apontado o dia 17 de agosto como data limite para a assinatura do acordo.

A luta pelo poder entre Machar e o presidente Salva Kiir arrastou em dezembro de 2013 o Sudão do Sul para a guerra civil.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Novos ataques aéreos israelitas em Gaza fazem pelo menos 100 mortos

Sudão: 18 milhões enfrentam fome severa

Organizadores da COP 28 estão otimistas