Crise migratória: chefe da diplomacia da UE defende maior coordenação

Crise migratória: chefe da diplomacia da UE defende maior coordenação
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Os países da União Europeia precisam de atuar de forma mais coordenada e deve haver uma maior cooperação com as nações extracomunitárias para fazer

PUBLICIDADE

Os países da União Europeia precisam de atuar de forma mais coordenada e deve haver uma maior cooperação com as nações extracomunitárias para fazer face à crise migratória.

A mensagem foi deixada esta segunda-feira pela chefe de diplomacia europeia, Federica Mogherini. A Comissão Europeia duplicou, este ano, para 50 milhões de euros os fundos de emergência para assistir os refugiados.

Em deslocação à Estónia, Mogherini frisou que “entrar num jogo de troca de acusações não oferece qualquer tipo de resultado positivo. O principal não é dizer quem está a fazer o que deve ou não, mas sim enfrentar unidos o desafio e definir como podemos geri-lo em conjunto”.

Ontem, cerca de mil imigrantes, na maioria sírios, chegaram à Sérvia depois de atravessarem a Macedónia. O próximo objetivo é a Hungria. Para tal, precisam de vencer um obstáculo: o muro erguido pelas autoridades húngaras na fronteira para tentar impedir a entrada de imigrantes que procuram asilo na União Europeia.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Grécia: Lesbos submersa por milhares de migrantes

Perversidade do tráfico humano na Europa causa cada vez mais dramas

Agricultores da Chéquia, Eslováquia, Polónia e Hungria bloqueiam fronteiras em protesto conjunto