EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Mundiais de Pequim 2015: Um quarto lugar com sabor a medalha para Ana Cabecinha

Mundiais de Pequim 2015: Um quarto lugar com sabor a medalha para Ana Cabecinha
Direitos de autor 
De  Bruno Sousa
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

Ana Cabecinha foi o grande destaque do dia na delegação portuguesa nos Campeonatos do Mundo de atletismo, em Pequim ao terminar os 20 km marcha na

PUBLICIDADE

Ana Cabecinha foi o grande destaque do dia na delegação portuguesa nos Campeonatos do Mundo de atletismo, em Pequim ao terminar os 20 km marcha na quarta posição.

Depois do sétimo lugar de Daegu e do oitavo posto de Moscovo, a alentejana alcançou agora o melhor resultado da carreira, terminando a 1 minuto e 16 segundos das medalhas. Entre as restantes portuguesas presentes, Vera Santos foi 21ª e Inês Henriques 23ª.

(function(d, s, id) { var js, fjs = d.getElementsByTagName(s)0; if (d.getElementById(id)) return; js = d.createElement(s); js.id = id; js.src = “//connect.facebook.net/en_GB/sdk.js#xfbml=1&version=v2.3”; fjs.parentNode.insertBefore(js, fjs);}(document, ‘script’, ‘facebook-jssdk’));> As primeiras declarações de Ana Cabecinha após o 4º lugar nos 20 km Marcha dos Campeonatos do Mundo de Atletismo, a sua melhor prestação de sempre.

Posted by Federação Portuguesa de Atletismo on Friday, 28 August 2015

O dia ficou marcado pela vitória de Dafne Schippers nos 200 metros femininos. Depois da prata nos 100 metros, a holandesa de 23 anos subiu finalmente ao lugar mais alto do pódio nos mundiais graças a uma ponta final assombrosa e que lhe permitiu atingir um novo recorde da Europa.

Nos 100 metros barreiras venceu Danielle Williams. A jamaicana de 22 anos estabeleceu um novo máximo pessoal e levou de vencida a alemã Cindy Roleder por apenas dois centésimos de segundo. Arrebatou desta forma a primeira medalha de ouro da carreira.

No salto em comprimento venceu Tianna Bartoletta. A norte-americana saltou 7 metros e 14 centímetros e dez anos depois voltou a subir ao lugar mais alto do pódio num Campeonato do Mundo.

Nos homens, brilhou Sergey Shubenkov. O russo conquistou a medalha de ouro nos 110 metros barreiras.

(function(d, s, id) { var js, fjs = d.getElementsByTagName(s)0; if (d.getElementById(id)) return; js = d.createElement(s); js.id = id; js.src = “//connect.facebook.net/en_GB/sdk.js#xfbml=1&version=v2.3”; fjs.parentNode.insertBefore(js, fjs);}(document, ‘script’, ‘facebook-jssdk’));> National record and 110m hurdles gold in 12.98 for Sergey Shubenkov! Congratulations!

Posted by IAAF World Athletics Club on Friday, 28 August 2015

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Campeã olímpica Caster Semenya ganha recurso contra testosterona no atletismo

EUA renovam título mundial de basquetebol feminino

"O verdadeiro Mo Farah"