Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

BCE fará tudo para aumentar inflação

BCE fará tudo para aumentar inflação
Tamanho do texto Aa Aa

O Banco Central Europeu não vai poupar esforços para relançar a taxa de inflação. O presidente do BCE, Mario Draghi, afirmou no congresso da banca europeia que se realiza em Frankfurt, que a instituição fará tudo o que estiver ao seu alcance para que a taxa de inflação na zona euro regresso a valores próximos dos dois por cento. O conselho de governadores reúne-se no dia 3.

“Se nós decidirmos que a trajetória atual da nossa política não é suficiente para atingir o nosso objetivo, faremos o que temos de fazer para aumentar a inflação o mais rapidamente possível. É o que exige o nosso mandato para a manutenção da estabilidade dos preços” – afirmou Draghi.

Em outubro os preços na zona euro subiram 0,1 por cento, apesar do programa de compra de ativos lançado em março, através do qual o BCE injeta mensalmente 60 mil milhões de euros no sistema financeiro.

Draghi considera este instrumento “poderoso e flexível uma vez que pode ser ajustado em termos de tamanho, composição e duração para alcançar uma posição política mais expansionista.”

O atual programa de alívio quantitativo tem duração prevista até setembro de 2016, mas os sinais de que pode vir a ser prolongado têm sido evidentes. Espera-se também que o BCE mexa na taxa de depósitos e afunde um valor que já é negativo.