EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Reforma constitucional leva ministra da Justiça francesa a bater com a porta

Reforma constitucional leva ministra da Justiça francesa a bater com a porta
Direitos de autor 
De  Euronews com AFP, Reuters
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

A ministra da Justiça francesa abandonou o governo devido a divergências políticas. Foi desta forma que Christiane Taubira justificou o pedido de

PUBLICIDADE

A ministra da Justiça francesa abandonou o governo devido a divergências políticas. Foi desta forma que Christiane Taubira justificou o pedido de demissão apresentado a François Hollande. Em causa a intenção do executivo avançar com medidas para retirar a nacionalidade a pessoas condenadas por terrorismo, desde que as mesmas tenham dupla nacionalidade.

“Abandono o governo devido a um desacordo político maior. A ameaça do terrorismo é grave, mas não devemos conceder qualquer vitória seja ela militar, diplomática, política ou simbólica” afirmaTaubira.

A decisão é anunciada numa altura que a Assembleia Nacional se prepara para debater a revisão constitucional.

Taubira vai ser substituída pelo deputado Jean-Jacques Urvoas, presidente da comissão legislativa da Assembleia que vai defender a reforma da Carta Magna prometida por Hollande após os atentados de 13 de novembro, em Paris.

O socialista, também, se vai encarregar do projeto de lei para reforçar a luta contra o crime organizado.

No Twitter, Taubira escreveu que “por vezes, resistir significa ficar, outras partir.” A até agora titular da pasta da Justiça ainda tentou demover o chefe de Estado, mas sem sucesso.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Retirar a nacionalidade: o que muda em França

Macron desloca-se à Nova Caledónia para tentar pôr termo à violência no arquipélago

Polícia francesa mata homem que tentava incendiar sinagoga em Rouen