This content is not available in your region

Presidente turco interpõe queixa contra humorista nos tribunais alemães

Access to the comments Comentários
De  Euronews
euronews_icons_loading
Presidente turco interpõe queixa contra humorista nos tribunais alemães

O “sketch” de um humorista alemão contra o presidente turco continua a agitar as relações entre Berlim e Ancara.

Tayyp Erdogan interpôs ontem uma queixa pessoal por “declarações insultantes” junto do procurador de Mainz, num momento em que o governo de Angela Merkel pondera ainda a possibilidade de perseguir o humorista por insultar um chefe de estado estrangeiro.

A Chanceler tinha reconhecido ontem que o poema satírico, lido no final do mês pelo cómico Jan Boehmermann, na televisão pública ZDF, é “deliberadamente insultante”.

Boehmermann tinha acusado Erdogan de pedofilia e zoofilia, enquanto, “reprime os curdos e os cristãos”. Declarações que inflamaram os protestos na Turquia.

Um insulto proferido em nome da liberdade de expressão, segundo o cómico, que incorre agora numa pena de até 3 anos de prisão, se Berlim validar as acusações, e até 1 ano, se os tribunais retiverem apenas a queixa de Erdogan.