Última hora
This content is not available in your region

Iémen: atentado suicida mata pelo menos 30 pessoas

Iémen: atentado suicida mata pelo menos 30 pessoas
Tamanho do texto Aa Aa

No Iémen, um bombista suicida matou pelo menos 30 novos recrutas num centro de recrutamento da polícia.

As vítimas estavam a aguardar a inscrição nas forças da ordem quando um bombista suicida detonou o cinto de explosivos que envergava.

Foi o segundo ataque do género no espaço de quatro dias.

O ataque foi reivindicado pelo grupo Estado Islâmico e teve lugar na cidade de Mukalla no sul do país que até há um mês estava sob controlo da rede al-Qaeda.

Os extremistas abandonaram o local após uma ofensiva militar conduzida por forças iemenitas apoiadas pela coligação liderada pela Arábia Saudita.

Num desenvolvimento separado, o chefe da polícia de Mukalla escapou com ferimentos ligeiros após a explosão de uma bomba colocada no exterior do seu escritório.

Seis dos seus guarda-costas morreram em resultado da explosão.

O alto funcionário havia escapado ao primeiro ataque ocorrido no centro de recrutamento.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.