Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Mãe é absolvida no caso do gorila abatido no zoo de Cincinnati

Mãe é absolvida no caso do gorila abatido no zoo de Cincinnati
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

A mãe da criança que caiu na jaula dos gorilas do jardim zoológico de Cincinnati, nos Estados Unidos, foi ilibada de responsabilidades pelo procurador do condado de Hamilton. O caso, que terminou com o abate de um gorila macho de 17 anos de nome “Harambe”, tinha levantado suspeitas de negligência por parte da mãe da criança.

Em conferência de imprensa, o procurador do condado de Hamilton alegou que “quem não acredita que uma criança de três anos pode escapar de forma tão rápida é porque nunca teve filhos”. “Ela estava a dar atenção aos filhos, pelo que percebemos dos testemunhos. Mas o pequeno de três anos escapou-se-lhe. Fico feliz por ver que o zoo mudou as cercas em torno da jaula e que tomaram medidas para tentar evitar que casos destes voltem a acontecer”, disse Joseph Deters.

Exemplar de uma espécie animal em perigo, “Harambe” reagiu à queda da criança no seu espaço, aproximando-se e pareceu dar-lhe a mão. A certa altura, porém, puxou-o com alguma violência através do fosso de água existente no espaço. Os seguranças decidiram abatê-lo para evitar qualquer perigo para a criança.

<

O caso levantou protestos dos defensores dos animais. A mãe da criança foi criticada por suposta negligência, mas acaba absolvida pelas autoridades. “Tenho muita pena pela morte do gorila, mas nada neste caso é grave o suficiente para haver acusação criminal”, acrescentou o procurador.

“Estendemos a nossa gratidão a todos os que têm rezado por nós e nos tem apoiado no decorrer deste caso. Este é mais um passo no nosso processo para deixarmos este trágico episódio para trás”, reagiu a família da criança, em comunicado, após a decisão judicial.