EventsEventos
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Dezenas de milhares em Okinawa contra presença militar em bases americanas

Dezenas de milhares em Okinawa contra presença militar em bases americanas
Direitos de autor 
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O governo japonês mantém o silêncio, mas a população japonesa de Okinawa, não.

PUBLICIDADE

O governo japonês mantém o silêncio, mas a população japonesa de Okinawa, não.

Dezenas de milhares de pessoas protestaram no que pode ser a maior manifestação das últimas duas décadas contra a presença militar americana em bases locais.

Signs at today's #Okinawa protest read: “Our anger has gone over its limit.” The US base problem must be resolved. pic.twitter.com/Du8NFB8XBR

— Jon Letman (@jonletman) June 19, 2016

O último caso a reacender a indignação foi o estrangulamento e esfaqueamento de Rina Shimabukuro, de 20 anos. Antes, tinha sido violada por um funcionário civil da base militar americana de Futenma.

Em 1995, a violação de uma criança de 12 anos por 3 soldados americanos gerou protestos massivos e levantou a hipótese de mudança de local da base de Futenma, uma vez que está numa zona residencial.

A hipótese de relocação é mantida pelos governos de ambos os países, mas a população e as autoridades de Okinawa acham que a presença de 50 mil cidadãos americanos, dos quais 30 mil são militares e empregados civis nas bases militares são um fardo injusto para suportar em qualquer ponto da ilha.

Foi também organizada uma manifestação em Tóquio a pedir a retirada das bases militares americanas.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Encontrado um corpo e vários destroços de avião militar norte-americano no Japão

Protestos no Japão contra descargas de Fukushima

Geórgia numa encruzilhada à medida que lei da influência estrangeira aprofunda divisões