Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

JO24: 35 por cento dos húngaros não quer organização do evento

JO24: 35 por cento dos húngaros não quer organização do evento
Tamanho do texto Aa Aa

Budapeste é uma das cidades candidatas à organização dos Jogos Olímpicos de 2024, mas as últimas sondagens mostram que cerca de 35 por cento dos húngaros não quer que o evento se realize em casa. É mais um argumento que pode deitar por terra as aspirações da cidade que concorre com Los Angeles, Paris e Roma.

“As infraestruturas e os custos associados ao evento podem fazer parte da discussão, mas acredito que a organização dos Jogos Olímpicos iria contribuir para fortalecer o orgulho e a unidade nacional” refere o Presidente do Comité Olímpico da Hungria, Zsolt Borkai.

Os que contestam a ideia lançaram uma campanha pelo “não” nas redes sociais. O objetivo é alertar a população para os custos associados ao evento.

“Isto teria um custo não só para Budapeste, mas para todo o país. E é inaceitável que fossem gastos vários milhões de florins, porque seria esse o preço, quando há outras prioridades” afirma András Dancs, um dos fundadores da campanha.

No Rio de Janeiro, os atletas húngaros conquistaram 15 medalhas, oito de ouro.

Andrea Hajagos: “Este espaço que acolheu os atletas húngaros depois dos Jogos do Rio de Janeiro pode vir a ser o palco dos Jogos Olímpicos em 2024. A decisão vai ser conhecida em setembro de 2017.”

A próxima edição dos Jogos Olímpicos está marcada para 2020 em Tóquio.