Refugiado sírio perde batalha judicial contra Facebook

Refugiado sírio perde batalha judicial contra Facebook
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Perdeu a batalha judicial contra o Facebook a quem pedia para apagar uma selfie com Angela Merkel publicada por terceiros.

PUBLICIDADE

Perdeu a batalha judicial contra o Facebook a quem pedia para apagar uma selfie com Angela Merkel publicada por terceiros.

Um tribunal na Alemanha rejeitou a queixa do refugiado sírio, Anas Modamani, de 19 anos, que afirmava que a fotografia de 2015 mudou completamente a sua vida.

Diz que a imagem foi manipulada múltiplas vezes e a sua figura associada a terrorismo, incluindo os atentados de Bruxelas do ano passado, e a crimes de delito comum.

Apesar de o Facebook apagar as publicações originais, não conseguiu fazer desaparecer as sucessivas repetições.

De acordo com juízes, o Facebook não considera suas as alegadas calúnias por isso não pode ter a iniciativa de retirar as imagens, caberá ao queixoso procurar e denunciá-las.

O Facebook é um servidor de conteúdos sociais e não uma média, consideraram os juízes.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Centro de Colónia parcialmente evacuado devido a bomba da II Guerra Mundial

Pelo menos cinco mortos em acidente de autocarro na Alemanha

Robert Habeck, vice-chanceler da Alemanha: A Europa deve afirmar-se e ser capaz de defender-se