Última hora
This content is not available in your region

As implicações económicas do referendo na Turquia

As implicações económicas do referendo na Turquia
Tamanho do texto Aa Aa

No domingo, a Turquia votou a favor das mudanças constitucionais que reforçam o poder do presidente.

A maioria das alterações entra em vigor nas eleições no outono de 2019. A Turquia tornar-se-á então uma república presidencialista.

A alteração da Constituição permite também que o presidente Erdogan se mantenha no poder até 2029

Nesta edição de Business Line analisamos as implicações económicas do referendo.

O resultado cerrado da consulta popular dividiu a Turquia e originou críticas em Bruxelas. A UE pede uma investigação transparente às denúncias de irregularidades.

A agência de notação Fitch comentou também os resultados.

Segundo a agência, a vitória do AKP poderá ajudar o governo a avançar com políticas fiscais para fomentar o crescimento e a implementar reformas estruturais.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.