Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Economia norte-americana desilude no primeiro trimestre

Economia norte-americana desilude no primeiro trimestre
Tamanho do texto Aa Aa

Fraco início de ano para a economia norte-americana e um revés para Donald Trump na véspera de comemorar 100 dias no poder.

Entre janeiro e março, o PIB da maior economia do mundo cresceu apenas 0,7%, contra 2,1% no trimestre precedente. É o pior desempenho em três anos.

De acordo com a primeira estimativa do Departamento do Comércio, a economia foi penalizada, sobretudo, pelo consumo, que afundou para mínimos de sete anos. As despesas dos norte-americanos progrediram apenas 0,3%, contra 3,5% no final do ano passado.

Os analistas esperavam uma desaceleração, mas não tanto, e duvidam que Donald Trump consiga atingir a meta de 4% de crescimento anual.

O economista chefe da ING-DIBA, Carsten Brzeski, afirma: “Todos falam de Trump e ele fala também muito, mas no final, quando se trata de resultados, vemos muito pouco. Tivemos duas semanas repletas de decretos presidenciais, mas no final, os grandes projetos como o protecionismo, a reforma fiscal, o vasto programa de investimento, não houve nenhuma reforma económica”.

Outros analistas estimam que estes dados não deverão alterar os planos da Reserva Federal (FED). O banco central poderá subir de novo as taxas de juro este ano, pois a equipa de Janet Yellen estima que a economia já não precisa de tantos estímulos, tendo em conta o mercado do trabalho e a inflação.