A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Instituições europeias lamentam a morte de Kohl, um dos seus mentores

Instituições europeias lamentam a morte de Kohl, um dos seus mentores
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

“A morte de Helmut magoa-me profundamente. Meu mentor, meu amigo, a própria essência da Europa, ele deixa muitas, muitas saudades”. Este tweet do presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, foi uma das primeiras mensagens de condolências de líderes das instituições europeias pela morte de Helmut Kohl, a que se juntou também o presidente do Conselho Europeu.

Kohl é celebrado, sobretudo, como o pai da reunificação alemã, após a queda do muro de Berlim, em 1989, e um dos grandes construtores do projeto europeu.

O Presidente português, Marcelo Rebelo de Sousa, também lamentou o falecimento do estadista, com quem tinha laços de amizade, e enfatizou a importância que o antigo chanceler alemão teve na União Europeia.