Última hora
This content is not available in your region

Proteção Civil desmente que avião Canadair tenha caído

Proteção Civil desmente que avião Canadair tenha caído
Tamanho do texto Aa Aa

A notícia de que um bombardeiro de água Canadair se tenha despenhado esta terça-feira foi desmentida pela Proteção Civil.

A explosão que foi escutada terá sido originada pelo rebentamento de botijas de gás numa auto-caravana.

Depois de Pedrógão Grande, agora é o concelho de Góis, no distrito de Coimbra, que preocupa as autoridades e os bombeiros portugueses. Foram evacuadas 27 aldeias e as chamas continuam a avançar. Mais de 100 pessoas foram retiradas das suas casas, incluindo de um lar da terceira idade.


São muitas as pessoas que se recusam a sair, preferindo ficar e proteger os seus pertences, acusando a falta de meios para combater as chamas no terreno.

Na zona, não há comunicações móveis e várias estradas estão cortadas.

Ao início da tarde, a Proteção Civil informava que 85% da área do incêndio de Pedrógão Grande estava dominada, estando apenas uma frente ativa, mas vários reacendimentos, nos últimos minutos estão a obrigar as autoridades a refazerem as contas.

A combater os incêndios de Góis e Pedrógão Grande estão mais de dois mil operacionais, apoiados por mais de 600 meios terrestres e duas dezenas de meios aéreos.


No entanto, estes não são os únicos fogos em Portugal. Pelas 15:30, horas de Lisboa, a Proteção Civil dava conta de mais de 160 incêndios, mais de 120 por controlar, mais de uma dezena em resolução e mais de 30 em fase de conclusão.

No combate às chamas estão, em todo o país, mais de três mil operacionais, mais de mil meios terrestres e cerca de três dezenas de meios aéreos.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.