Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Estado Islâmico reivindica ataque mortal em mesquita de Cabul

Estado Islâmico reivindica ataque mortal em mesquita de Cabul
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

O grupo jiadista Estado Islâmico reivindicou o ataque a uma mesquita xiita em Cabul, no Afeganistão, em plena oração de sexta-feira. Ao que tudo indica, um kamikaze fez-se explodir junto à entrada e outros homens armados irromperam pelo espaço. Contam-se pelo menos 12 mortos e mais de 40 feridos.

Muitos fiéis conseguiram fugir para o exterior, mas outros ficaram encurralados. Uma testemunha conta-nos o seguinte: “Estávamos aqui à espera que as orações começassem quando um atacante disparou sobre os guardas que se encontravam ao pé do portão. Depois entrou na mesquita”.

Há apenas três dias, Donald Trump anunciou um possível reforço do contingente americano no país.