Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Eurodeputado regionalista confiaria a mediação na Catalunha à Estónia

Eurodeputado regionalista confiaria a mediação na Catalunha à Estónia
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Eleito pelo Partido Esquerda Republicana da Catalunha, o eurodeputado Josep-Maria Terricabras acompanhou a sessão do Parlamento catalão a partir do seu escritório em Bruxelas, cercado por jovens entusiastas da independência naquela província espanhola.

O eurodeputado, membro do grupo Aliança Livre Europeia (regionalista), considera positivo o novo compasso de espera proposto pelo líder da Catalunha.

“Primeiro, negou que poderia participar mas agora, especialmente porque Donald Tusk disse que a questão catalã é também um problema europeu, faz-nos suspeitar que a União Europeia vai intervir, seja lá como for. Eu penso que será através de algum Estado-membro, possivelmente o Estado-membro que atualmente preside à União Europeia, que é a Estónia”, disse à euronews.


Já o líder do Partido Popular Europeu, família a que pertence o governo espanhol de centro-direita (PP, liderado por Mariano Rajoy), criticou a declaração de independência feita nove dias depois do referendo.

“As decisões unilaterais só podem tornar as coisas dramaticamente piores. Pedimos urgentemente o diálogo com base na constituição espanhola”, escreveu o alemão Manfred Weber, no Tweeter.

A correspondente da euronews em Bruxelas, Ana Lazaro, acrescenta que “com esta declaração, o presidente catalão tenta ganhar tempo para o governo espanhol aceitar a mediação internacional, que, segundo muitos, deveria vir da Europa”.