EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Demite-se número dois do Governo britânico por acusação de assédio sexual

Demite-se número dois do Governo britânico por acusação de assédio sexual
Direitos de autor 
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Damian Green era visto como um dos aliados mais próximos da primeira-ministra Theresa May, que se viu obrigada a pedir a sua demissão.

PUBLICIDADE

O número dois do Governo britânico, Damian Green, apresentou a demissão por ser alvo de acusações de assédio sexual da parte de uma militante do Partido Conservador (centro-direita, no poder).

Damian Green terá, por outro lado, ocultado factos relacionados com uma investigação levada a cabo pela Câmara dos Comuns, a respeito da presença de milhares de ficheiros pornográficos num dos seus computadores de trabalho.

De acordo com a agência Reuters, O vice primeiro-ministro terá lamentado a demissão, feita a pedido da primeira-ministra britânica, Theresa May. 

Pediu também desculpa por ter quebrado o Código do Comportamento da Câmara dos Comuns.

A demissão do número dois do Governo May representa um duro golpe para a primeira-ministra, quando Londres atravessa momentos difíceis nas negociações com Bruxelas para a saída do Reino Unido da União Europeia como Estado membro, o Brexit.

Damian Green é visto como um dos mais próximos aliados de May. Foi escolhido para um dos cargos fundamentais no Governo depois do desastroso resultado dos Conservadores nas eleições anticipadas, cujo resultado se traduziu, para os Conservadores, na perda da maioria na Câmara dos Comuns.

A presença de Green fazia parte de uma tentativa de estabilização da liderança do Executivo britânico e do Partido Conservador, depois dos falhanços de David Cameron - o primeiro-ministro que convocou o referendo sobre o *Brexit *- e de May - que perdeu a maioria no parlamento.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Brexit: May desvaloriza "golpe" parlamentar

Violações e assédio sexual no país da igualdade de género

Brexit: Um divórcio que pode custar até 44 mil milhões de euros