A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Tempestade nas Filipinas já fez mais de 180 mortos

Tempestade nas Filipinas já fez mais de 180 mortos
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

O que à primeira vista parece um rio, na realidade é um curso de água provocado pela tempestade tropical que está a assolar o sul das Filipinas. 

O balanço de vítimas mortais é de 133, número que tende a subir nas próximas horas. Centenas de pessoas continuam desaparecidas.

A eletricidade e as comunicações não estão a funcionar, o que dificulta as operações de socorro, as quais, muitas vezes, acabam por ser feitas pelas pessoas que acabaram de perder tudo.

Mindanao, a segunda ilha maior das Filipinas, com quase o dobro da população portuguesa, é a zona mais afetada pela tempestade.

Centenas de casas ficaram submersas e debaixo de pedregulhos que foram arrastados plas águas.

Segundo as previsões, a tempestade deverá piorar nas próximas horas.