Última hora

Última hora

Tráfico de seres humanos cresceu na Europa

Em leitura:

Tráfico de seres humanos cresceu na Europa

Tráfico de seres humanos cresceu na Europa
Tamanho do texto Aa Aa

O tráfico de seres humanos cresceu na Europa e em Portugal, nos últimos anos, segundo denuncia o sindicato da Carreira de Investigação e Fiscalização do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras, que fala sobretudo na exploração de trabalhadores agrícolas e no tráfico de crianças africanas. Isto quando se assinalam os dez anos da Convenção de Varsóvia. Para assinalar a data, o Conselho da Europa organizou uma conferência. Manuel Albano, relator de Portugal para o tráfico de seres humanos, foi um dos participantes.

"A Convenção do Conselho da Europa (Convenção de Varsóvia) veio impor que a abordagem deste problema fosse feita do lado da vítima e não nas problemáticas acessórias. Este foi um dado importante, do ponto de vista da mudança de foco em que se vinha trabalhando, em termos internacionais, sobre a questão do tráfico de seres humanos.

O tráfico de seres humanos pode ser para fim de exploração sexual, exploração laboral, extração de órgãos, mendicidade ou pequenos crimes. Os dados que nos têm sido reportados prendem-se com este tipo de situação, com uma maior visibilidade do tráfico de seres humanos para fins de exploração laboral. Não é uma exclusividade de Portugal, é algo a nível europeu e começa-se a notar isso, apesar de os dados existentes, produzidos pelo Eurostat, em conjunto com a coordenadora europeia antitráfico, continuarem a manifestar que, na Europa, as vítimas são, na maior parte, cidadãos e cidadãs europeias, usados para fins de exploração sexual", explicou Albano.