Última hora

Última hora

Continuam os protestos em Amã

Continuam os protestos em Amã
Tamanho do texto Aa Aa

Na Jordânia, várias pessoas ficaram feridas durante mais uma noite de protestos contra a reforma fiscal proposta pelo governo, que impõe ao país três anos de austeridade.

Há manifestações a acontecer por todo o país mas é na capital, Amã, que se concentram milhares de pessoas, naqueles que já são considerados os maiores protestos dos últimos cinco anos

Os manifestantes pedem a demissão do primeiro-ministro Hani al Mulki, que não volta atrás na legislação que enviou para o parlamento.

Este sábado, o rei Abdullah reuniu-se com membros do governo e pediu um diálogo "nacional" para se chegar a um acordo sobre a proposta do governo.