Última hora

Última hora

Função pública belga manifesta-se contra reforma das pensões

Em leitura:

Função pública belga manifesta-se contra reforma das pensões

Função pública belga  manifesta-se contra reforma das pensões
Tamanho do texto Aa Aa

Bruxelas foi um dos pontos mais críticos da jornada de luta da função pública da Bélgica, na terça-feira, convocada por três sindicatos, contra a reforma das pensões.

As pensões podem ser pagas pelo orçamento, é uma questão de opção política

Manifestante da função pública Bélgica

O governo quer passar a idade geral da aposentação de 65 para 67 anos de idade e a das carreiras de grande desgaste de 55 para 60 anos de idade.

"Não podemos trabalhar para além dos 50 anos de idade em certas profissões, tudo depende da natureza do trabalho. Por exemplo, eu penso que um operário fabril não pode trabalhar para além dos 50 anos anos de idade. É impossível, fisicamente não é sustentável", disse um dos manifestantes.

Segundo o cálculo dos sindicatos, as pensões mais altas poderão vir a sofrer cortes de 350 euros mensais.

"As pensões podem ser pagas pelo orçamento, é uma questão de opção política, é uma questão de escolher o que se quer privilegiar, o que é importante na sociedade. Para nós, o que é importante é que os trabalhadores que contribuíram ao longo de toda a suas vidas para criar riqueza possam ter uma pensão decente no final da carreira", disse outra manifestante.

A jornada de luta teve a participação de milhares de pessoas e deixou a maioria dos transportes públicos paralisados.