Última hora
This content is not available in your region

Jogos Olímpicos de Tóquio 2020 terão equipa de refugiados

Jogos Olímpicos de Tóquio 2020 terão equipa de refugiados
Tamanho do texto Aa Aa

À semelhança do que aconteceu em 2016, no Rio de Janeiro, em 2020, em Tóquio, uma equipa de refugiados estará presente nos Jogos Olímpicos, pela segunda vez na história.

A decisão foi anunciada esta terça-feira, em Buenos Aires, na Argentina. Dezenas de desportistas de sete disciplinas diferentes foram identificados mas poderá haver mais.

"Neste momento apoiamos 51 atletas refugiados que identificámos. É um número que pode aumentar rumo aos Jogos Olímpicos de 2020 em Tóquio", explicou, em conferência de imprensa o presidente do Comité Olímpico Internacional, Thomas Bach.

Do grupo constam também os dez atletas que integraram a Primeira Equipa Olímpica de Refugiados, criada pelo Comité Olímpico Internacional em 2015, e que esteve presente no Rio de Janeiro. Na altura como agora mantêm-se os alertas para o drama dos refugiados.

A definição da equipa de refugiados só deverá acontecer em 2020.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.