A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Rússia ignora apelos ocidentais

Rússia ignora apelos ocidentais
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

As autoridades russas ignoraram apelos lançados por países ocidentais no sentido da libertação de três embarcações ucranianas e 24 marinheiros capturados no domingo ao tentarem entrar no mar de Azov.

"Ninguém duvida que isto foi feito com a boa vontade e provavelmente em resultado de uma ordem direta da liderança"

Serguei Lavrov Ministro dos Negócios Estrangeiros, Rússia

A Ucrânia afirma que as embarcações ucranianas apreendidas pelas autoridades russas encontram-se agora no porto de Kerch, na Crimeia.

"A Ucrânia pode ter planeado esta provocação - ninguém duvida que isto foi feito com a boa vontade e provavelmente em resultado de uma ordem direta da liderança, eles estavam a contar com os benefícios adicionais que contavam retirar desta situação. Em primeiro lugar, estavam a contar que os Estados Unidos e a Europa, como sempre, tomassem o partido dos provocadores", adiantou o chefe da diplomacia russa, Serguei Lavrov.

Em Moscovo, a jornalista da euronews Galina Polonskaya adianta "as embarcações ucranianas encontram-se em Kerch. O ministério russo da Defesa anunciou que 'drones' militares estão a patrulhar as áreas do mar de Azov e do Mar Negro de forma a evitar mais acidentes. O ministério russo dos Negócios Estrangeiros convocou o representante diplomático ucraniano classificando as ações do país como "uma provocação".