Última hora

Última hora

"Breves de Bruxelas": UE unida em relação ao Brexit

"Breves de Bruxelas": UE unida em relação ao Brexit
Tamanho do texto Aa Aa

Enquanto o Reino Unido está mais dividido que nunca, a União Europeia parece ter encontrado uma causa para se unir... o acordo do Brexit, nomeadamente a questão da fronteira irlandesa.

O líder do Partido Popular Europeu (o maior do hemiciclo), Manfred Webber, disse mesmo que quando se trata de evitar uma fronteira física na ilha, todos os da sua família política são irlandeses.

O Parlamento Europeu aprovou esta terça-feira uma diretiva que impõe novos limites à exposição a substâncias cancerígenas no local de trabalho, incluindo aos gases de escape de motores a diesel.

São a maior causa de mortes relacionadas com o trabalho.

Só este ano morreram 2 mil pessoas no Mediterrâneo e o Parlamento Europeu aprovou uma proposta para acabar com a travessia de risco.

A ideia é criar um sistema de vistos humanitários, onde os pedidos de asilo seriam feitos a embaixadas europeias no estrangeiro, tornando a Europa acessível sem risco de vida.

Esta quarta-feira discutem-se formas de aproximar a União Europeia.

Um plano intersetorial que procura ligar as regiões mais remotas às cidades nas áreas dos transportes, digital e energia.

E finalmente, o cineasta ucraniano Oleg Sentsov vai ser premiado com o Prémio Sakharov pela liberdade de pensamento.

Atualmente a cumprir uma pena de 20 anos de prisão, na Rússia, o presidente do Parlamento Europeu, Antonio Tajani, apelidou-o de "símbolo da luta pela libertação de presos políticos".