Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Japão vai retomar a caça comercial de baleias

Japão vai retomar a caça comercial de baleias
Tamanho do texto Aa Aa

O Japão vai sair da Comissão Baleeira Internacional e vai retomar a caça comercial de baleias em julho do próximo ano.

O país era membro da comissão desde 1951. No último encontro do grupo tentou derrubar a proibição de caça mas foi derrotado em votação. Com esta saída, o Japão junta-se à Islândia e à Noruega, os únicos países que praticam a caça de baleia para fins comerciais.

Segundo Yoshihide Suga, porta-voz do governo nipónico, a decisão surge por falta de consenso dentro da organização.

"Os países que se concentram exclusivamente na proteção de baleias não chegaram a um acordo sobre medidas concretas para alcançar uma posição comum. Tomámos esta decisão porque no encontro da Comissão Baleeira Internacional, em setembro, tornou-se óbvio que não é possível a coexistência de países com diferentes pontos de vista".

Depois do anúncio, Yoshihide Suga revelou que o país fica ligado à Comissão enquanto observador e garantiu que Tóquio continua comprometido com a gestão dos recursos marinhos.

A decisão do Japão está a ser alvo de duras críticas por parte da comunidade internacional e de organizações de defesa dos direitos dos animais.