Última hora

Última hora

Breves de Bruxelas: O arranque eleitoral de Le Pen e do Movimento 5 Estrelas

Breves de Bruxelas: O arranque eleitoral de Le Pen e do Movimento 5 Estrelas
Tamanho do texto Aa Aa

Marine Le Pen garante que os partidos de extrema direita estão a chegar ao Parlamento Europeu.

A líder da União Nacional, em França, arrancou este domingo com a campanha para as eleições de Maio e avisou que vai haver uma batalha entre nacionalistas e globalistas em Estrasburgo.

Le Pen espera que os franceses aproveitem as eleições para mostrar o descontentamento em relação ao Presidente Emmanuel Macron e assim começar também a desenhar-se um novo mapa político em França e na Europa.

Este é o tema de abertura do programa "Breves de Bruxelas", que passa em revista a atualidade europeia diária. Em destaque estão, também, as seguintes notícias:

  • O líder do Movimento 5 estrelas e vice-primeiro ministro italiano iniciou oficialmente a campanha para as eleições europeias com uma viagem de carro de Itália até Estrasburgo. Luigi Di Maio quis ir àquela cidade francesa denunciar o que diz ser o desperdício de dinheiro que é ter ali a sede do Parlamento Europeu. Garantiu ainda que o seu partido vai levar alguma cor à Europa depois das eleições de maio.

  • Os advogados do homem acusado do ataque ao Museu Judaico, em Bruxelas, que fez quatro mortos, pediram a absolvição do cliente dizendo que não havia vestígios de ADN na porta do museu ou no revólver. O caso ainda deve durar vários meses. Mehdi Nemmouche poderá enfrentar prisão perpétua se for condenado.

  • O estúdio de rádio do Parlamento Europeu vai passar a chamar-se Antonio Megalizzi e Bartosz Piotr Orent-Niedzielski. O presidente do Parlamento Europeu decidiu homenagear desta forma os repórteres mortos por um terrorista, no mês passado, em Estrasburgo.