Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

"Roma" e "A Favorita" lideram nomeações para os Óscares

 "Roma" e "A Favorita" lideram nomeações para os Óscares
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

O filme "Roma", do realizador mexicano Alfonso Cuarón, e "A Favorita", do grego Yorgos Lanthimos, lideram as nomeações, em dez categorias, dos prémios de cinema Óscares, hoje anunciados pela Academia de Artes e Ciências Cinematográficas dos Estados Unidos.

Quatro anos depois de ter ganhado o prémio de melhor realizador com "Gravidade", Alfonso Cuarón volta a estar nomeado para melhor filme e melhor realização com "Roma". É a primeira vez que uma produção da plataforma Netflix está nomeada para melhor filme.

"Roma" está ainda indicada em simultâneo para melhor filme estrangeiro, fotografia (de Cuarón) e elenco feminino, com as atrizes Marina de Tavira e Yalitza Aparicio.

"A favorita", do grego Yorgos Lanthimos, segue empatada em dez categorias também, nomeadamente melhor filme, realização e elenco feminino, com Olivia Colman, Emma Stone e Rachel Weisz.

Para o Óscar de melhor filme foram selecionados "Roma", "A Favorita", "Black Panther", "BlacKkKlansman - O inflitrado", "Bohemian Rhapsody", "Green Book - Um guia para a vida", "Assim nasce uma estrela" e "Vice".

Na categoria de melhor realização estão Spike Lee ("BlacKkKlansman - O inflitrado"), Pawel Pawlikowski ("Guerra fria"), Alfonso Cuarón, Yorgos Lanthimos e Adam McKay ("Vice").

"Assim nasce uma estrela" segue com oito nomeações e embora assinale a estreia de Bradley Cooper na realização, falha o prémio nesta categoria.

Com sete nomeações está "Black Panther", de Ryan Coogler, o primeiro filme de super-heróis da Marvel a ser nomeado para melhor filme.

Os nomeados foram anunciados hoje pelo ator paquistanês Kumail Nanjiani e pela atriz norte-americana Tracee Ellis Ross.

A cerimónia está marcada para 24 de fevereiro, em Los Angeles, Califórnia, e a academia ainda não revelou se terá ou não apresentador.

A academia chegou a anunciar a escolha de Kevin Hart como apresentador dos Óscares, mas o ator acabou por renunciar depois de ter sido confrontado com afirmações homofóbicas, feitas há sete anos, consideradas ofensivas pela comunidade homossexual.