A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Airbus ameaça sair do Reino Unido

Airbus ameaça sair do Reino Unido
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

A possibilidade de uma saída da União Europeia sem acordo está a deixar os patrões do Reino Unido apreensivos. O o minstro britânico para o Brexit, Stephan Barclay, já recebeu o recado para levar ao Parlamento: ou os deputados chegam a um compromisso com a União Europeia, ou empresas históricas como a Airbus podem estar de saída.

Numa mensagem deixada em vídeo, o diretor executivo da Airbus, Tom Enders, afirmou que "o setor aeroespacial do Reino Unido está à beira do precipício. O Brexit está ameaça destruir um século de desenvolvimento baseado em educação, investigação e capital humano. Se não houver um acordo, a Airbus terá de tomar decisões potencialmente prejudiciais para o Reino Unido".

A gigante britânica da indústria aeroespacial já confirmou estar a ponderar a eliminação de milhares de postos de trabalho no Reino Unido.

"Por favor, não dê atenção à loucura dos que são a favor do Brexit, porque temos grandes fábricas aqui, não vamos a lado nenhum, estaremos sempre aqui. Eles estão errados.

É claro que não é possível pegar nas nossas fábricas e sair imediatamente do Reino Unido para outras partes do mundo. No entanto, o setor da aviação é um negócio de longo prazo e poderíamos ser forçados a redirecionar futuros investimentos no caso de um Brexit sem acordo. E não se iluda, há muitos países por aí que adorariam construir as asas para os aviões da Airbus", acrescentou Tom Enders.

A Airbus emprega 14 mil pessoas e trabalha com quatro mil fornecedores. De acordo com a empresa, gera o equivalente a quase sete mil milhões de euros em faturação anual no Reino Unido