Última hora

Última hora

Mercados reagem à instabilidade na Venezuela

Mercados reagem à instabilidade na Venezuela
Direitos de autor
Reuters
Tamanho do texto Aa Aa

O petróleo está a subir nos principais mercados internacionais e os analistas prevêm que a tendência é para manter. A instabilidade na Venezuela é apontada como a principal causa para este movimento. As sanções impostas pelos Estados Unidos no início da semana agravaram o cenário.

A Rússia de Putin, um dos últimos aliados de Nicolás Maduro, já fez saber que está à espera que Caracas tenha dificuldades em pagar os juros da dívida a Moscovo.

O ministro russo das Finanças diz que tudo depende agora da "lealdade dos soldados" venezuelanos.

A ROSNEFT, petrolífera estatal russa, empenhou 17 mil milhões de dólares em empréstimos e linhas de crédito ao governo e empresas públicas na Venezuela desde 2006. O Kremlin considera as sanções dos Estados Unidos como uma intereferência nos assuntos internos da Venezuela.