EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Oposição nas ruas da Venezuela contra Maduro

Oposição nas ruas da Venezuela contra Maduro
Direitos de autor REUTERS/Carlos Barria
Direitos de autor REUTERS/Carlos Barria
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Juan Guaidó participa em Caracas numa das manifestações contra Maduro em cidades de toda a Venezuela.

PUBLICIDADE

As ruas de Caracas e de outras cidades venezuelanas encheram-se de novo de manifestantes contra o presidente Nicolas Maduro. Os protestos voltaram a servir para demonstrar apoio ao autoproclamado presidente Juan Guaidó. O próprio apareceu no protesto na capital onde marchou ao lado dos contestatários.

"Começámos a construir uma maioria e a ganhar apoio internacional, como no Parlamento, ao falarmos contra as violações dos direitos humanos e a corrupção na Venezuela. Chegou o tempo de acabarmos com esta usurpação, de colocar em vigor um governo de transição e realizar eleições livres", explicou Guaidó.

Guaidó, presidente interino da assembleia nacional, legitimou a substituição de Nicolas Maduro na presidência com a constituição, que segundo o próprio, permite assumir o poder temporariamente quando o chefe de estado é considerado ilegitimo.

Entretanto, Maduro conta os próprios aliados internacionais, como Moscovo, a quem agradeceu durante uma entrevista a uma televisão russa.

"Todo o apoio que recebemos da Rússia, a todos os níveis, recebemos com prazer e agrado . Pedi ao Presidente Putin para mantermos conversações permanentes", afirmou Maduro.

O Presidente venezuelano contará com uma forte base de apoio, em especial dos militares, tendo em conta a propaganda dos últimos dias.

Por outro lado, Juan Guaidó anunciou no The New York Times ter tido reuniões secretas com militares para debater a remoção de Maduro do poder.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

"Existem mais de 400 presos políticos na Venezuela"

Milhares de túmulos iluminados não deixam apagar a memória do Dia D

Biden anuncia restrições aos pedidos de asilo para "controlar a fronteira" com o México