Mercados reagem à instabilidade na Venezuela

Mercados reagem à instabilidade na Venezuela
Direitos de autor Reuters
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O petróleo está a subir e a Rússia admite que cobrar a dívida vai ser complicado

PUBLICIDADE

O petróleo está a subir nos principais mercados internacionais e os analistas prevêm que a tendência é para manter. A instabilidade na Venezuela é apontada como a principal causa para este movimento. As sanções impostas pelos Estados Unidos no início da semana agravaram o cenário.

A Rússia de Putin, um dos últimos aliados de Nicolás Maduro, já fez saber que está à espera que Caracas tenha dificuldades em pagar os juros da dívida a Moscovo.

O ministro russo das Finanças diz que tudo depende agora da "lealdade dos soldados" venezuelanos.

A ROSNEFT, petrolífera estatal russa, empenhou 17 mil milhões de dólares em empréstimos e linhas de crédito ao governo e empresas públicas na Venezuela desde 2006. O Kremlin considera as sanções dos Estados Unidos como uma intereferência nos assuntos internos da Venezuela.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Embaixadora acusa UE de promover guerra civil na Venezuela

Oposição nas ruas da Venezuela contra Maduro

Mercedes-Benz recolhe 250 000 veículos devido a risco de incêndio