Última hora

Última hora

Rússia pede o fim das sanções da UE

Rússia pede o fim das sanções da UE
Tamanho do texto Aa Aa

A Rússia afirma que as sanções da União Europeia devido ao uso de armas químicas estão fora do quadro do direito internacional.

Num encontro com empresários europeus, o chefe da diplomacia russa assegurou que as empresas da União Europeia estão cansadas dos confrontos com Moscovo.

"Está em andamento a implementação dos projetos de grandes infraestruturas e o Nord Stream 2 está entre eles. As opções para continuar a linha terrestre deste gasoduto na direção europeia estão a ser trabalhadas, mas, naturalmente, levando em conta as tristes lições do South Stream, a decisão final exigirá garantias legais da Comissão Europeia", afirma o ministro russo dos Negócios Estrangeiros, Sergei Lavrov.

O ministro alemão da Economia, Peter Altmaier, afirmou que Berlim não tem interesse em sanções no entanto, foram adotadas por razões políticas e, como tal, são necessárias mudanças por parte de Moscovo.

Na semana passada, a União Europeia chegou a acordo para aplicar regras rígidas aos gasodutos de importação de gás, incluindo o Nord Stream 2, que duplicará as importações de gás russo para a Alemanha através do Mar Báltico.

A jornalista da euronews Galina Polonskaya relata: "Os empresários da União Europeia afirmaram que não foram apenas as sanções, mas também as contra sanções russas, que colocaram uma pedra na engrenagem dos negócios. Sergei Lavrov disse que as contra sanções têm um efeito positivo na economia russa, em particular na agricultura. Acrescentou, ainda, que a União Europeia foi infetada com o bacilo da arbitrariedade norte-americana e pediu à União que desistisse das sanções. "