Investidor Michael Calvey acusado formalmente na Rússia

Investidor Michael Calvey acusado formalmente na Rússia
Tamanho do texto Aa Aa

Procuradores russos acusaram formalmente na quinta-feira o investidor norte-americano Michael Calvey, fundador do fundo privado de investimento Baring Vostok.

O investidor, em conjunto com outros três executivos, são acusados de fraude.

O caso levanta questões no seio da comunidade de investidores estrangeiros na Rússia que na quinta-feira se reuniram com o ministro russo dos negócios estrangeiros, Sergei Lavrov.

"Um caso como o do Baring Vostok não ajuda nada. Torna ainda mais difícil convencer as direções das empresas estrangeiras a investirem no país e a dizer que estes investimentos protegidos e que as leis serão aplicadas, tudo isso tem impacto sobre o clima de investimentos", afirma Johan Vanderplaetse, prresidente da AEB, Associação de Empresas Europeias.

"A questão do Baring Vostok está a ser muito discutida na comunidade de investidores estrangeiros na Rússia de momento. Este caso devia ser resolvido no âmbito do direito civil e não de direito criminal, e claro, que a legislaçºao seja aplicada de forma adequada", acrescenta Frank Schauff, diretor executivo da AEB.

O investidor detido, Michael Calvey, nega as acusações afirmando que o caso está a ser usado como forma de pressão num conflito de negócios que envolve um banco russo do qual é acionista.

A correspondente da euronews em Moscovo Galina Polonskaya esteve presente no encontro:

"A detenção de Michael Calvey, um indivíduo com uma reputação sólida na comunidade dos negócios chocou, sem exagero, todos os estrangeiros que investem na Rússia, para além de representantes da elite de negócios russa. Eles estão convencidos que este conflito corporativo devia ser resolvido num tribunal, sem detenções e a intervenção das forças de segurança. Muitos consideram que o ambiente de negócios na Rússia está seriamente comprometido".