Última hora

Última hora

Rússia: milhares nas ruas por Boris Nemtsov

Rússia: milhares nas ruas por Boris Nemtsov
Tamanho do texto Aa Aa

Moscovo, São Petersburgo e outras cidades russas foram palco de uma marcha de homenagem a Boris Nemtsov, político liberal russo, ex-vice primeiro-ministro do país.

Nemtsov era um símbolo da oposição ao Kremlin e foi morto a tiro em 2015, dois dias depois de participar num protesto contra a guerra da Ucrânia.

"Pare de excluir a Rússia" - esta e outras citações de Boris Nemtsov foram lidas em vários cartazes, durante as manifestações deste domingo.

Para as mais de dez mil pessoas que participaram na marcha, Nemtsov era um político que simbolizava a Rússia livre.

Ilya Yashin, um dos organizadores do movimento de oposição ao governo de Putin, diz que o propósito passa por "exigir a verdade do que aconteceu ao político assassinado". O ativista opositor alertou ainda para a necessidade de "criar um governo rotativo".

Reuters

"Exigimos que as autoridades divulguem o assassinato", admitiu aos jornalistas Mikhail Kasyanov, um outro organizador.

A morte de Boris Nemtsov, na altura suspeita aos olhos da oposição, levantou ainda mais revolta contra o governo de Putin, governo que ninguém quer enfrentar.

Um homem chegou a ser condenado a 20 anos de prisão, considerado culpado pelo assassinato do político. Até hoje, a detenção não convenceu o círculo dos opositores do Kremlin, os quais acreditam que tudo foi encenado e que a morte de Boris Nemtsov foi mesmo encomendada pela federação russa.