Última hora

Última hora

Retratando a história norte-americana em Boston

Retratando a história norte-americana em Boston
Tamanho do texto Aa Aa

A cantora e compositora francesa Laetitia Shériff está a viajar pelos Estados Unidos da América pelos trilhos da história e cultura musical. Em Boston, no estado do Massachusetts, encontrou uma cidade com uma extensa tradição cultural e intelectual que já foi apelidada de “Atenas da América”.

"A cidade é rica em beleza e história norte-americana", diz Laetitia, "andando pelo centro da cidade, podemos sentir o espírito que deste que foi o berço da revolução americana."

A riqueza cultural de Boston oferece aos visitantes um dilema positivo: como ocupar o tempo? Seja o que for que escolhamos fazer, seja explorando as inúmeras atrações históricas da cidade, calcorreando as ruas em busca de um autêntico ensopado ou admirando as cores das árvores de Boston Common, há algo para todos os gostos.

“Incríveis paisagens e paisagens históricas, excelente música ao vivo, a gastronomia da Nova Inglaterra e uma cidade cheia de história icónica norte-americana. Eu apenas arranhei a superfície do que Boston tem a oferecer”, acrescentou Laetitia.

Caminhando pelo Trilho da Liberdade

Boston é uma das cidades mais antigas dos EUA e foi o berço da Revolução Americana, tornando-a no lar de muitos locais de importância nacional. A melhor maneira de descobrir os séculos de história é percorrendo o Trilho da Liberdade, uma linha de tijolos encarnados, com quatro quilómetros que o conduz pela cidade em busca de 16 importantes pontos históricos. Mais de quatro milhões de pessoas visitam o trilho, todos os anos.

Comece a sua jornada em Boston Common, o coração da cidade e um lugar com uma história de 12 mil anos para contar. Depois, siga o trilho para descobrir muitos dos pontos de referência dos séculos XVII, XVIII e XIX de Boston, incluindo museus, cemitérios e parques.

Uma cidade construída sobre a água

A solidez da cidade e o charme do velho mundo tornam fácil esquecer que Boston, literalmente, se ergueu das águas. Mais de dois terços da sua área de superfície não existiam quando a cidade foi fundada. A urbe foi ganhando terreno ao mar, sendo a terra trazida das três colinas que cercam a cidade.

Para apreciar a escala do projeto, pode visitar Back Bay, um bairro conhecido pelos prédios de arenito bem preservados, que lhe dão uma aura de prosperidade atemporal. No entanto, até meados do século XIX, não havia casas nesta área pois era uma baía de maré.

Pode apreciar a ligação da cidade com a água, assistindo à Charles Regatta ou observando baleias.

De atrações culturais à gastronomia. Aqui está uma seleção das principais opções da Laetitia de coisas para fazer em Boston.

1. A melhor maneira de aproveitar a riqueza da história, em Boston, é com uma das visitas guiadas do Trilho da Liberdade, com guias entusiastas, conhecedores e trajados a rigor. Além da clássica visita sobre a história da revolução, há muitas outras opções como a visita "African-American Patriots", a visita "Revolutionary Women" e até a visita "Historic Pub Crawl".

2. Laetitia gostou de provar “o sabor autêntico da Nova Inglaterra”, com um tradicional rolinho de lagosta. O prato popular, uma sanduíche de carne de lagosta servido no pão quente, é um dos acepipes incontornáveis da região. Laetitia visitou o The Yankee Lobster Roll Co, na orla marítima de Boston, um próspero negócio familiar, aberto desde 1950.

3. O USS Constitution, uma fragata de três mastros, de casco de madeira e lançada ao mar a 21 de outubro de 1797. Foi uma das várias embarcações de guerra projetadas para proteger os navios norte-americanos de piratas bárbaros. Durante a guerra contra o Reino Unido, em 1812, capturou inúmeros navios mercantes e derrotou cinco navios de guerra britânicos. Em 1855, trsnaformou-se num navio-escola e, mais tarde, num navio de exposição. Conhecida como "Old Ironsides", o USS Constitution é um dos locais históricos mais valorizados de Boston e é a mais antiga embarcação de guerra, no mundo, ainda ativo.

4. Boston é o lugar perfeito para um pouco de terapia de compras em Newbury Street é um ótimo lugar para começar. Com oito quarteirões, está repleta de lojas de moda, cafés, restaurantes e boutiques de todo tipo. Até meados do século XIX, no entanto, a Newbury Street estava, também, submersa. Surgiu como parte do grande distrito residencial, em 1882, e foi evoluindo, gradualmente, para a área comercial cosmopolita dos dias de hoje.

5. Não fica bem em Boston, mas Martha's Vineyard fica a apenas um dia de viagem. Esta ilha, localizada ao sul de Cape Cod, é uma colónia de verão de 260 quilómetros quadrados. Confira um dos restaurantes incríveis da ilha, alugue um barco, tome banhos de sol, numa das belas praias, ou simplesmente absorva a atmosfera de férias.

Banda sonora de uma cidade

Reunimos uma banda sonora inspirada na cidade para acompanhar a sua visita a Boston.

• Da banda, de Boston, Aerosmith “Toy’s in the Attic” (1975)

https://soundcloud.com/aerosmith/toys-in-the-attic-album

• Recorda a época da música disco com bostoniana Donna Summer - “Bad Girls” (1979)

https://open.spotify.com/artist/2eogQKWWoohI3BSnoG7E2U

• “Sweet Baby James” (1970) de James Tyler, o primeiro cantor não britânico da editora Apple dos Beatles

https://open.spotify.com/track/47cdhtxTfp7WvUbDpDeYa2?si=ZquEmuYkSCOwLdzJpSt4qg

• A banda New Kids on the Block foi formada em Boston e tiveram êxito imediato com “Hangin’ Tough” (1988)

https://open.spotify.com/track/16flEBCtUF67V5yO0GxYWn?si=mIfxz6ZxSLqYAuKlsGVxDg

• “It’s a Shame About Ray” foi lan4ado em 1992 pela banda de Bosto, The Lemonheads

https://open.spotify.com/track/00jy5UPLU9XcEhH3MUX7gR?si=NU-i2ZguTeql2zWNpNmouA

• Joan Baez iniciou a sua carreira em Belmont. Experimente “Joan Baez” (1960).

https://open.spotify.com/artist/1EevBGfUh3RSQSGpluxgBm?si=a1WTNC5eQ4CdMIRuer72mg