Última hora

Última hora

Erdogan perde Ancara e Istambul e contesta resultados

Erdogan perde Ancara e Istambul e contesta resultados
Tamanho do texto Aa Aa

O Partido Justiça e Desenvolvimento, o AKP, do presidente turco Recep Tayyip Erdogan, sofreu pesadas derrotas nas eleições municipais. Após o apuramento da contagem dos votos, esta segunda-feira, o AKP perdeu Ancara e Istambul, os dois principais centros do país, que controlava há 25 anos.

Em plena recessão económica, Erdogan investiu na campanha para as municipais, vistas como um indicador da sua popularidade. Embora tenha vencido a nível nacional, com 51% dos votos, o AKP viu a capital e o centro económico do país serem arrebatados pelo Partido Republicano do Povo, na oposição.

Nas ruas, a população espera que agora a situação mude para melhor.

"A Turquia mostrou a sua vontade, que queria mudar em muitos locais. Penso que queria que o velho se fosse e o novo entrasse, que acontecessem coisas novas. O resultado disso ficou claro nos votos, na eleição", afirma um turco.

O diretor do Plano Marshall Alemão em Ancara, Ozgur Unluhisarcikli, acredita que "na verdade, abre-se uma janela de oportunidade para o presidente Erdogan, porque a tensão política no país deve diminuir depois disto. A oposição terá, também, a sua parcela de governação no país. Isso significa, também, que não haverá eleições nos próximos quatro anos. Isso dá ao partido no poder e ao presidente Erdogan uma janela de oportunidade para empreender reformas económicas, reformas políticas e, se quiserem, para reparar as relações da Turquia com países estrangeiros ".

O AKP avançou, já, que vai contestar os resultados do escrutínio em Istambul. O candidato Binali Yildirim afirmou que vai pedir a recontagem dos votos anulados devido a alegadas irregularidades.