Última hora

Última hora

"Breves de Bruxelas": direitos laborais, denunciantes, Greta Thunberg

"Breves de Bruxelas": direitos laborais, denunciantes, Greta Thunberg
Tamanho do texto Aa Aa

O Parlamento Europeu reforçou os direitos dos trabalhadores das plataformas digitais ao aprovar uma diretiva que visa garantir maior previsibilidade e clareza sobre as suas condições de trabalho.

Os trabalhadores ocasionais, domésticos, por cheque-serviço, de plataformas digitais, os estagiários e os aprendizes podem ser abrangidos por esta lei europeia.

Este é o tema de abertura do programa "Breves de Bruxelas", que passa em revista a atualidade europeia diária. Em destaque estão, também, as seguintes notícias:

  • O Parlamento Europeu aprovou o acordo sobre a diretiva comunitária de protecção dos autores de denúncias. A diretiva dará maior proteção jurídica e apoio institucional às pessoas que denunciem casos de corrupção e outras ilegalidades nos locais de trabalho, sejam entidades públicas ou privadas.
  • A ativista Greta Thunberg regressou ao Parlamento Europeu, em Estrasburgo. A jovem sueca de 16 anos teve uma reunião com Antonio Tajani, presidente desta instituição comunitária, e com os eurodeputados da comissão parlamentar do Ambiente. A ativista tem ajudado a mobilizar jovens em todo o mundo para pressionarem os governos a adotarem melhores políticas de combate às alterações climáticas.