Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

"Breves de Bruxelas": direitos laborais, denunciantes, Greta Thunberg

"Breves de Bruxelas": direitos laborais, denunciantes, Greta Thunberg
Tamanho do texto Aa Aa

O Parlamento Europeu reforçou os direitos dos trabalhadores das plataformas digitais ao aprovar uma diretiva que visa garantir maior previsibilidade e clareza sobre as suas condições de trabalho.

Os trabalhadores ocasionais, domésticos, por cheque-serviço, de plataformas digitais, os estagiários e os aprendizes podem ser abrangidos por esta lei europeia.

Este é o tema de abertura do programa "Breves de Bruxelas", que passa em revista a atualidade europeia diária. Em destaque estão, também, as seguintes notícias:

  • O Parlamento Europeu aprovou o acordo sobre a diretiva comunitária de protecção dos autores de denúncias. A diretiva dará maior proteção jurídica e apoio institucional às pessoas que denunciem casos de corrupção e outras ilegalidades nos locais de trabalho, sejam entidades públicas ou privadas.
  • A ativista Greta Thunberg regressou ao Parlamento Europeu, em Estrasburgo. A jovem sueca de 16 anos teve uma reunião com Antonio Tajani, presidente desta instituição comunitária, e com os eurodeputados da comissão parlamentar do Ambiente. A ativista tem ajudado a mobilizar jovens em todo o mundo para pressionarem os governos a adotarem melhores políticas de combate às alterações climáticas.