A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Candidato pró-ocidental vence presidenciais na Macedónia do Norte

Candidato pró-ocidental vence presidenciais na Macedónia do Norte
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

O resultado das eleições presidenciais na Macedónia do Norte comemorou-se nas ruas, mas o escrutínio acabou por funcionar como um referendo à nova designação do país.

O candidato social-democrata e pró-ocidente, Stevo Pendarovski, reclamou vitória. Defendeu um acordo recente com a Grécia para a mudança do nome permitindo a um dos países mais pobres da Europa seguir em frente.

"O resultado desta eleição presidencial representa o movimento certo para adesão do país à NATO e à União Europeia, juntamente com o desenvolvimento económico no mundo a que pertencemos. Saímos de um período de trevas para podermos preservar esta vitória e desenvolvê-la", sublinhou Pendarovski.

Atenas bloqueou a candidatura de Skopje de adesão à NATO até à alteração de nome. A Grécia tem uma província designada Macedónia. A candidata nacionalista às presidenciais, Gordana Siljanovska-Davkova, prometeu desafiar a questão do nome caso fosse eleita.

"Espero que o triunfalismo não domine e que a posição da oposição seja desafiada em questões importantes. Mas sei uma coisa: com isso, os problemas da Macedónia não serão todos resolvidos", lembrou Davkova.

A taxa de participação no escrutínio deste domingo foi de cerca de 46%, ligeiramente acima do limiar dos 40% necessários para um resultado válido.

Um cenário que alguns explicam pelo cansaço eventual com a questão do nome. Seja como for, a Macedónia parece estar a caminho da mudança.