Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Líderes europeus mobilizam-se na defesa da UE

Líderes europeus mobilizam-se na defesa da UE
Direitos de autor
REUTERS/Stringer
Tamanho do texto Aa Aa

Os líderes europeus mobilizam-se um pouco por todo o território da União, no apelo ao voto, tendo como alvo principal a abater, o populismo e os extremismos.

Angela Merkel esteve em Zagreb com o chefe de fila do Partido Popular, e candidato pela CSU da Baviera, Manfred Weber, que afirmou: "Os populistas não são a solução para a Europa e isso torna-se cada vez mais óbvio por todos os desenvolvimentos a que vimos assistindo. Não é tanto a questão da Áustria, é mais a questão de Milão, que está hoje em causa".

Weber e Merkel participaram no comício de campanha da União Democrática da Croácia, partido do primeiro-ministro, Andrej Plenkovic. Merkel apelou à defesa dos valores da Europa:

"Os nossos valores comuns significam que temos orgulho nos nossos países mas que queremos construir a Europa. O patriotismo e a União Europeia não se opõem entre si. O nacionalismo é o inimigo do projeto europeu e isso é o que temos de deixar claro nestes últimos dias antes das eleições europeias, caros amigos".

Em Varsóvia, milhares de pessoas desfilaram nas ruas para comemorarem o décimo quinto aniversário da adesão da Polónia à União Europeia. O presidente do conselho Europeu, Donald Tusk, participou na marcha ao lado dos líderes da coligação europeísta, uma amálgama de partidos, criada para enfrentar o populista Lei e Justiça nesta eleição europeia.

Tusk apelou ao voto na construção europeia, por uma Polónia forte: "Ao votar pela Europa e por uma Polónia forte na Europa, também se vota por uma Polónia livre e democrática. Sem medo, sem coerção, sem desprezo pelos outros. Esta é hoje a garantia mais importante da liberdade da Polónia, da segurança da Polónia. Tudo está nas vossas mãos", afirmou.

Esta eleição europeia pode marcar a viragem política na Polónia. As sondagens dão a vitória à coligação europeísta, com quase 44% dos votos, contra os 32% do Lei e Justiça.