Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Checos exigem a demissão de Andrej Babiš

Checos exigem a demissão de Andrej Babiš
Tamanho do texto Aa Aa

Cento e vinte mil pessoas nas ruas de Praga para exigir a saída do primeiro-ministro checo, Andrej Babiš. Os números foram avançados pela organização e a confirmar-se, fazem desta a maior manifestação no país desde a Revolução de Veludo, que ditou a queda do governo comunista em 1989.

Babiš é acusado de utilizar fundos europeus em benefício próprio e a própria Comissão Europeia admitiu num relatório existir "conflito de interesse" do chefe de executivo checo, uma vez que tinha uma "influência decisiva" na distribuição de fundos e estava ligado a empresas que acabaram por receber vários milhões de euros.

Para David Ondracka, da ONG "Transparência Internacional", a solução é simples, basta fazer uma revolução para se livrarem do Babiszismo e exigir a sua demissão.

Os manifestantes exigem também a demissão de Marie Benešová, a nova ministra da Justiça e vista como aliada de Babiš, por temerem que ela possa interferir nas investigações em curso contra a conduta do primeiro-ministro. Andrej Babiš garante estar inocente e acusa o relatório da Comissão Europeia de ser um "ataque à República Checa" com o objetivo de "desestabilizar o país".